18/01/2016 01h06 - Atualizado em 18/01/2016 01h06

A osteoporose, condição bastante frequente em idosos (sobretudo mulheres após a menopausa) determina um enfraquecimento ósseo, podendo predispor a fraturas, principalmente no colo do fêmur e coluna vertebral.

As fraturas osteoporóticas da coluna vertebral antigamente eram tratadas com repouso prolongado (o que causava um alto indice de pneumonia, tromboses, atrofia muscular e escaras sacrais e dorsais devido ao tempo acamado). Quando a dor era muito intensa, realizava-se cirurgia para fixação da coluna com parafusos, que tinham um tempo de recuperação prolongado (devido ao grande porte da cirurgia), perda de sangue excessiva e riscos de infecção.

Hoje, com o advento das técnicas de vertebroplastia e cifoplastia (injeção de cimento ósseo dentro da vértebra, através da punção pela pele com uma cânula), o tempo cirurgico reduziu-se drasticamente, bem como a recuperação (24 horas de internação),  podendo ser iniciada a reabilitação precoce.

 

por Dr. Luis Gustavo Ducati